Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

'Mensagens distorcidas' de Bolsonaro são inaceitáveis, dizem juízes federais

Em nota divulgada antes de o presidente xingar Barroso de 'filho da puta', a Ajufe manifestou repúdio à 'escalada de desrespeito' aos integrantes do STF
Mensagens distorcidas de Bolsonaro são inaceitáveis, dizem juízes federais
Reprodução/TV BrasilGov/YouTube

Em nota divulgada nesta sexta-feira (6), a Ajufe (Associação dos Juízes Federais do Brasil) classificou como “inaceitáveis as repetidas mensagens distorcidas sobre decisões judiciais” protagonizadas por Jair Bolsonaro.

Os magistrados também manifestaram repúdio “à escalada de desrespeito” aos integrantes do STF —o texto foi divulgado depois da reunião entre Luiz Fux e Augusto Aras no STF, mas antes da circulação do vídeo em que Bolsonaro chama Luís Roberto Barroso de “filho da puta”.

A nota da Ajufe, assinada também por dez entidades regionais de juízes federais, manifesta apoio à decisão de Fux de suspender a reunião que marcara com o presidente da República.

“São inaceitáveis as repetidas mensagens distorcidas sobre decisões judiciais e sobre a higidez do processo eleitoral brasileiro, além das reiteradas ofensas a membros do Supremo Tribunal Federal, com ameaças diretas de ruptura com a ordem legalmente constituída”, diz a nota.

O texto dos juízes federais prossegue: “A liberdade de expressão não autoriza que sejam proferidas ameaças às instituições ou a seus integrantes, tampouco ilações e calúnias contra quaisquer pessoas, sobretudo magistrados no cumprimento do seu dever constitucional”.

A nota afirma ainda que o “contínuo e ruidoso atrito entre os Poderes da República” leva “sentimentos de temor à sociedade brasileira”.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....