Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Maia avisa Planalto que coronavoucher decrescente não passa; Alcolumbre procura Guedes

Maia avisa Planalto que coronavoucher decrescente não passa; Alcolumbre procura Guedes
Foto: Adriano Machado

Rodrigo Maia avisou ao Planalto que a proposta do Ministério da Economia de prorrogar o coronavoucher por três meses, com valores de R$ 500, R$ 400 e R$ 300, não deve passar na Câmara.

Maia discutiu a proposta com lideranças do Centrão, e, segundo uma dela, o “sentimento” do Congresso é aprovar a extensão do benefício por mais dois meses, com valor de R$ 600.

O custo seria menor que o da proposta de Paulo Guedes, mas a equipe econômica avalia que, ao final do período, talvez seja necessária uma nova prorrogação do benefício.

Por outro lado, Davi Alcolumbre tenta uma articulação direta com Guedes, para debater o assunto.

Ambos tinham uma conversa agendada para ontem (25), mas ela foi adiada por causa da sessão do Senado, que avançou à noite até Alcolumbre adiar a votação do projeto das fake news.

Como mostramos, a Caixa começa amanhã a pagar a terceira parcela do coronavoucher. A expectativa do Planalto é que a proposta para a prorrogação do benefício seja enviado na próxima semana ao Congresso.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....