Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Lula diz que atuou para libertar sequestradores de Abílio Diniz

Petista ter procurado, em 1998, o ex-presidente FHC e Renan Calheiros para libertar os bandidos
Lula diz que atuou para libertar sequestradores de Abílio Diniz
Foto: Ricardo Stuckert

Em evento de pré-campanha em Maceió, Lula afirmou nesta sexta-feira (17) ter procurado, em 1998, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o então ministro da Justiça, Renan Calheiros, para libertar os sequestradores do empresário Abílio Diniz da prisão.

“Esses jovens, que tinham argentinos, tinha gente da América Latina, ficaram presos 10 anos”, afirmou. “Teve um momento que eu fui conversar com o Fernando Henrique Cardoso porque eles estavam em greve de fome e iam entrar em greve seca”.

“Fui na cadeia dia 31 de dezembro conversar com os meninos”, disse o petista durante o evento.

Em dezembro de 1989, guerrilheiros do MIR (Movimento de Esquerda Revolucionária) sequestraram Diniz e o levaram para um cativeiro de tortura na zona sul de São Paulo.

Enquanto estiveram presos, os bandidos entraram em greve de fome, exigindo que o governo brasileiro extraditasse os estrangeiros do bando para seus países de origem.

“A morte seria certa. Aí então eu fui procurar o ministro da Justiça chamado Renan Calheiros”, disse Lula em Maceió. Segundo o petista, Calheiros disse ter “toda a disposição de mandar soltar o pessoal”.

Ainda segundo Lula, FHC afirmou que liberaria os sequestradores se o petista os convencesse a acabar com a greve de fome.

“E eu fui na cadeia no dia 31 de dezembro conversar com os meninos e falar: ‘Olha, vocês vão ter de dar a palavra para mim, vocês vão ter de garantir pra mim, que vão acabar com a greve de fome agora e vocês serão soltos’. Eles respeitaram a proposta, pararam a greve de fome e foram soltos.”

Clique abaixo para assistir:

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....