Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Lula diz que não é "procurador nem policial" para comentar assédio na Caixa

Declaração do petista sobre caso de Pedro Guimarães provoca reações negativas nas redes, e Simone Tebet condena machismo do ex-presidente
Lula diz que não é “procurador nem policial” para comentar assédio na Caixa
Foto: Reprodução

Na entrevista que deu hoje à Rádio Educadora de Piracicaba (SP), sem ser perguntado, Lula (foto) afirmou que não comentaria as denúncias de assédio sexual envolvendo Pedro Guimarães, que obrigaram o presidente da Caixa Econômica Federal a pedir demissão nesta quarta-feira (29).

“Vocês nem perguntaram do presidente da Caixa Econômica que está sendo acusado por assédio. Mas também eu não sou procurador e não sou policial”, disse Lula em meio a um comentário em que criticava a venda de estatais.

“Essa história de privatizar é coisa de incompetência. ‘Eu não sei governar, eu não sei fazer a economia crescer, eu vou vender o que tenho para ter dinheiro para gastar. Daqui a pouco eu não vou ter nem dinheiro, nem as empresas’”, declarou o ex-presidente.

A fala de Lula sobre as acusações de assédio a Guimarães por parte de funcionárias da Caixa repercutiu negativamente nas redes.

Simone Tebet, pré-candidata do MDB à Presidência que já indicou apoio ao petista no segundo turno, escreveu no Twitter: “A reação do @LulaOficial ao assédio contra as trabalhadoras da @Caixa é lamentável e reveladora do seu machismo”.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....