Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Luis Miranda diz que irmão entrou em programa de proteção a testemunha

Segundo o deputado, o servidor Luis Ricardo Miranda foi exonerado de seu cargo no Ministério da Saúde e teve de deixar o país nesta quinta (28)
Luis Miranda diz que irmão entrou em programa de proteção a testemunha
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O servidor Luis Ricardo Miranda (foto) deixou o Brasil na noite desta quinta-feira, 28, e ingressou no programa de proteção a testemunhas da PF porque vinha recebendo ameaças de morte, disse seu irmão, o deputado Luis Miranda, ao Estadão.

O parlamentar afirmou ainda que Luis Ricardo foi exonerado do cargo de chefe da Divisão de Importação do Ministério da Saúde após seu depoimento à CPI da Covid, em junho.

“Por medo de represálias, meu irmão não me falou nada e já está na custódia do programa de proteção a testemunhas”, declarou Luis Miranda ao jornal. No Twitter, o deputado disse que Jair Bolsonaro deveria criar “vergonha na cara” e que o presidente “sabe a verdade”.

Quatro meses atrás, os irmãos Miranda acusaram Bolsonaro de ignorar denúncia feita por eles de que havia um esquema de corrupção na Saúde para compra da vacina indiana Covaxin, história revelada por O Antagonista.

Em duas ocasiões, eles afirmaram à CPI que contaram tudo ao presidente em reunião no Palácio da Alvorada, no dia 20 de março. Na conversa, Bolsonaro teria dito que isso seria “rolo” de Ricardo Barros. O líder do governo na Câmara negou participação no negócio.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....