Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Lira diz que "radicalismo" freia Bolsonaro na pesquisa Datafolha

Em entrevista à rádio, presidente da Câmara disse que radicalização dos discursos de campanha acabam por influenciar decisões de voto em favor de Lula e Bolsonaro
Lira diz que “radicalismo” freia Bolsonaro na pesquisa Datafolha
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Arthur Lira tem sua teoria para explicar o resultado da pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (26), que mostra Lula com chances reais de vitória ainda no 1º turno. O presidente da Câmara dos Deputados acredita que a radicalização do discurso político no país faz seus estragos nas pesquisas de intenção de voto.

Quando os dois candidatos fazem gestos às suas alas mais radicais, eles perdem espaço“, disse o presidente da Câmara, em entrevista à Rádio Bandeirantes. Lira buscou comparar a ação dos dois principais concorrentes: Bolsonaro ganhou espaço quando o petista avançou em pautas para seu eleitorado, como independência do Banco Central e questões de reforma agrária. Lula ganhou terreno quando o presidente encampou a defesa de Daniel Silveira.

O candidato Lula saiu perdendo muitos pontos quando começou a falar diretamente ao seu público daqueles que não pode se separar e fatos que o presidente Bolsonaro pode ter feito podem ter influído nessa questão.”

O presidente da Câmara, aliado de Jair Bolsonaro, acredita que a eleição será definida pelo chamado “voto moderado”, que em sua análise deverá comportar cerca de um terço do eleitorado brasileiro.  

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....