Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Lindôra disse que o inquérito não vai dar em nada"

O bolsonarista Otoni de Paula disse à Crusoé que recebeu da vice da PGR a garantia de que não vai ser punido no inquérito de Moraes
“Lindôra disse que o inquérito não vai dar em nada”
Reprodução/redes sociais

O bolsonarista Otoni de Paula, entrevistado pela Crusoé, revelou que, durante uma audiência, a número dois da PGR, Lindôra Araújo, assegurou-lhe que o inquérito dos atos antidemocráticos “não vai dar em nada”.

Alexandre de Moraes, que já foi chamado pelo bolsonarista de “canalha” e “esgoto do STF”, tem ler a entrevista, publicada nesta sexta-feira.

Otoni de Paula disse:

“Eu estive com a subprocuradora Lindôra há cerca de dois meses, na PGR. Naquela ocasião, eu estava há três meses sem minhas redes sociais. Eu fui recebido em audiência, e a subprocuradora disse que eu não deveria me preocupar com esse inquérito (dos atos antidemocráticos), porque ele não vai dar em nada. E que eu só fui arrolado nesse inquérito, e que a procuradoria juntamente com o STF só mandou a PF na minha casa, porque, segundo palavras dela (Lindôra), eu entrei de bucha nesse processo. Eles precisavam acalmar o país para o dia 7 de setembro e aí, segundo ela, eu entrei de bucha. Aí eu pergunto: como se manda a PF na casa de um parlamentar que não roubou, não é ladrão nem corrupto, sem ter a mínima preocupação com a imagem e a honra desse deputado? E a resposta que esse deputado recebe é que isso aconteceu porque ele foi ‘usado de bucha’? Minha luta não é contra o ministro Alexandre de Moraes, mas contra esta inclinação despótica dele”.

Segundo o investigado, portanto, a PGR só está fazendo um teatrinho grotesco.

Assine a Crusoé e leia a entrevista completa. 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....