Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Justiça do RJ nega liberdade a delegada que tinha quase R$ 2 milhões em casa

Adriana Belém foi uma das 12 pessoas presas no âmbito da Operação Calígula, que busca desarticular uma organização criminosa especializada em jogos de azar
Justiça do RJ nega liberdade a delegada que tinha quase R$ 2 milhões em casa
Foto: Reprodução, TV Brasil

A Justiça do Rio negou nesta quarta-feira (11) o pedido de liberdade da delegada Adriana Belém (foto), presa nesta terça-feira (10) após agentes do Ministério Público terem encontrado cerca de R$ 1,8 milhão em dinheiro vivo na casa dela.

Ex-titular da 16ª DP, na Barra da Tijuca, Belém foi uma das 12 pessoas presas no âmbito da Operação Calígula, que busca desarticular uma organização criminosa especializada em jogos de azar. Segundo a Promotoria, há indícios de que o valor encontrado na casa da delegada seja proveniente de lavagem de dinheiro.

Os líderes da organização criminosa, afirmam os promotores, seriam Gustavo de Andrade e seu pai, o contraventor Rogério de Andrade. O MP diz que eles conseguiam manter o esquema pagando propina a agentes das polícias Civil e Militar.

A defesa de Belém pediu o relaxamento da prisão e a concessão de liberdade provisória. Ambos os pedidos foram negados, e a juíza Daniele Lima Pires Barbosa determinou que a prisão fosse convertida em preventiva, registra a Folha.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....