Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Justiça condena vereador de SP por ataque antissemita a colega

Durante sessão em 2019, Adílson Amadeu xingou Daniel Annenberg de "judeu filho da p..."; pena de prisão foi substituída por serviços comunitários
Justiça condena vereador de SP por ataque antissemita a colega
Foto: Reprodução, TV Câmara

O vereador paulistano Adilson Amadeu (foto), da União Brasil, foi condenado nesta segunda-feira (23) por ataques antissemitas ao também vereador Daniel Annenberg (PSDB) durante uma sessão da Câmara Municipal em 2019, registra o Estadão.

Na ocasião, Amadeu xingou Annenberg de “judeu filho da puta” e “judeu bosta” após o tucano ter votado contra um projeto de lei seu.

O vereador recebeu inicialmente pena de um ano e quatro meses de prisão, depois convertida em trabalhos comunitários pelo mesmo período. Amadeu também foi condenado a pagar multa de um salário mínimo e indenização de R$ 10 mil por danos morais. Cabe recurso.

A juíza Ana Helena Mellim, da 31.ª Vara Criminal de São Paulo, enquadrou as declarações como injúria racial e considerou que a fala do vereador da União Brasil não estava protegida pela imunidade parlamentar.

Na época, Amadeu chegou a se desculpar com a comunidade judaica, dizendo que se “excedeu” no “calor da discussão”.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....