Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Justiça abre inquérito para investigar policiais que prenderam mulher que xingou Bolsonaro

Em novembro, durante o translado para um evento, Bolsonaro parou na Via Dutra, um carro passou e a motorista começou a gritar palavras de baixo calão
Justiça abre inquérito para investigar policiais que prenderam mulher que xingou Bolsonaro
Foto: Alan Santos/PR

O juiz federal Paulo Pereira Leite Filho, 1ª Vara Federal de Resende, no Rio de Janeiro, determinou a abertura de um inquérito para investigar policiais rodoviários federais e outros agentes públicos envolvidos na prisão de uma mulher por, supostamente, ter xingado Jair Bolsonaro (foto).

Em novembro, uma mulher de 40 anos foi detida antes de o presidente participar da formatura dos cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras.

Durante o translado para o evento, Bolsonaro parou na Via Dutra para cumprimentar policiais rodoviários que atuaram na segurança dele. Nesse momento, um carro passou e a motorista começou a gritar palavras de baixo calão.

O veículo foi abordado pela PRF e a mulher detida por injúria contra o presidente da República.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....