Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Joaquim Leite volta a pedir dinheiro no mercado de carbono

Ministro levantou bandeira de Ricardo Salles no dia em que Inpe mostrou novo recorde de desmatamento
Joaquim Leite volta a pedir dinheiro no mercado de carbono
Reprodução/Ministério do Meio Ambiente/YouTube

O ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite (foto), voltou nesta sexta (12), na COP26, a pedir dinheiro para o Brasil no mercado de créditos de carbono.

“O papel do Brasil foi de articulador, buscando consenso multilateral, que é um desafio global durante essa conferência, um desafio em temas importantíssimos como financiamento, financiamento do clima que deveria vir na mesma proporção que a ambição de redução de emissões”, disse o ministro, em coletiva de imprensa.

A COP26 está marcada para terminar hoje.

“A mitigação é super importante, mas ela tem que estar atrelada a financiamento robusto e incentivos robustos, especialmente para garantir uma transição responsável e justa para todos”, acrescentou o ministro.

Ontem, Leite disse à mesma conferência da ONU que “onde existe muita floresta também existe muita pobreza”.

A demanda por dinheiro no mercado de créditos de carbono também era uma bandeira do antecessor de Leite, Ricardo Salles.

Hoje, dados do Inpe mostraram que em outubro o desmatamento teve um novo recorde no Brasil.

Leia mais:

Outubro registra maior desmatamento no Brasil desde 2016

Governo Bolsonaro não apresenta proposta para iniciativa de Biden de US$ 1 bilhão para florestas

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....