Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

JN condena o negacionismo infanticida de Jair Bolsonaro

O Jornal Nacional, em editorial, diz que Jair Bolsonaro tem de ser responsabilizado por sua sabotagem à vacinação infantil
JN condena o negacionismo infanticida de Jair Bolsonaro
Reprodução/TV Globo

William Bonner e Renata Vasconcellos leram no Jornal Nacional um editorial condenando o negacionismo infanticida de Jair Bolsonaro. No último parágrafo, eles disseram que o sociopata tem de ser responsabilizado pelos danos causados por sua conduta criminosa.

“As declarações do presidente Jair Bolsonaro sobre as mortes de crianças por Covid afrontam a verdade e desrespeitam o luto de milhares de brasileiros, parentes e amigos das mais de 300 vítimas de 5 a 11 anos (…).

As declarações do presidente Jair Bolsonaro contrastam com o aquilo que prevê o artigo 196 da Constituição que ele jurou respeitar: a saúde é direito de todos os cidadãos e dever do Estado. O governo Bolsonaro retardou a decisão sobre as vacinas para crianças desde o dia 16 de dezembro até ontem, data limite imposta pelo Supremo Tribunal Federal. Convocou uma consulta pública estapafúrdia porque remédios não podem ser aprovados pelo público leigo, e sim por cientistas.

Em razão dessa demora, as famílias brasileiras têm que aguardar ao menos mais sete dias para a chegada das primeiras doses pediátricas. E como se não bastasse, hoje ele insistiu em atacar as vacinas.

O presidente Jair Bolsonaro é responsável por aquilo que diz, pelo que faz, espera-se que venha também a ser responsável por todas as consequências daquilo que faz e daquilo que diz”.

Cadeia nele!

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....