Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Guedes aciona Aras para não depor à PF, diz jornal

Ticiano Figueiredo, advogado do ministro, tentou marcar reunião fora da agenda com o PGR
Guedes aciona Aras para não depor à PF, diz jornal
Foto: Adriano Machado/Crusoé

O ministro da Economia, Paulo Guedes acionou o procurador-geral da República, Augusto Aras, para não depor à Polícia Federal no âmbito de um inquérito que apura supostas fraudes no Postalis e mira Renan Calheiros, diz o Estadão.

Segundo o jornal, Ticiano Figueiredo, advogado de Guedes, tentou marcar uma reunião fora da agenda com o PGR nessa quarta (25).

Em ato falho, o próprio Aras divulgou a solicitação. De acordo com a reportagem, ele publicou em seu status no WhatsApp uma mensagem que seria destinada a um auxiliar.

“Seria possível receber o advogado do Paulo Guedes, o dr. Ticiano Figueiredo, por cinco minutos? Assunto: possível dispensa de Paulo Guedes, junto à PF, em processo investigativo contra Renan Calheiros, onde Guedes não é parte”, escreveu.

Depois, segundo o Estadão, foi publicada uma resposta: “Sim. Falaremos por celular e ajustaremos”. O material foi excluído do status do WhatsApp por Aras minutos depois.

A Procuradoria-Geral da República confirmou ao jornal paulistano o teor da mensagem, mas não informou se Aras recebeu ou vai receber o advogado de Guedes para discutir o pedido: “Trata-se de pedido de audiência recebido pelo procurador-geral da República com resposta indicando que seriam tomadas as providências para checar a viabilidade de futura agenda”.

De acordo com a Folha, Guedes foi intimado a depor em 1º de junho como declarante; no último dia 12, diz o jornal, a defesa do ministro da Economia entrou com um pedido no STF para que ele não precise prestar depoimento.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....