Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Governo pretende usar PEC dos Combustíveis para zerar fila do Auxílio Brasil

A proposta reservaria R$ 26 bilhões para reajustar benefício e incluir mais famílias; medida entraria em vigor a apenas três meses do primeiro turno das eleições
Governo pretende usar PEC dos Combustíveis para zerar fila do Auxílio Brasil
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O governo e seus aliados no Congresso consideram alterar a PEC dos combustíveis, que compila medidas intervencionistas de redução do preço da gasolina e do diesel, para tentar zerar a fila do Auxílio Brasil.

Hoje, segundo o governo federal, aproximadamente 750 mil pessoas ainda esperam pelo pagamento do benefício.

Segundo integrantes do governo, o novo texto destinaria R$ 26 bilhões não-inclusos na regra do teto de gastos para financiar a expansão do programa assistencialista.

Assim, o valor do Auxílio Brasil também subiria de R$ 400 para R$ 600 entre agosto e dezembro, em pleno período eleitoral.

O relator da PEC dos combustíveis, senador Fernando Bezerra (MDB), da base do governo, já indicou estudar alterações no texto para incluir, pelo menos, a ampliação do Auxílio Brasil.

Bezerra deve divulgar as mudanças em coletiva de imprensa marcada para as 18h desta terça-feira (28).

Como a concessão do benefícios a mais famílias seria uma despesa continuada, técnicos do governo afirmam que os gastos adicionais precisariam ser incluídos nos orçamentos dos próximos anos.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....