Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Governo convida juíza de caso da menina de 11 anos de SC para audiência pública sobre aborto

Lista de convidados inclui outras personalidades conhecidas por ativismo contra o aborto, a deputada Bia Kicis e uma conselheira de Donald Trump; entidades pró-direitos reprodutivos foram barradas
Governo convida juíza de caso da menina de 11 anos de SC para audiência pública sobre aborto
(Foto: Solon Soares/Assembleia Legislativa de Santa Catarina)

O Ministério da Saúde realizou nesta terça-feira (28) uma audiência pública sobre o aborto em que ativistas contra o aborto foram convidadas, mas manifestantes a favor dos direitos reprodutivos da mulher foram impedidas de participar.

Dentre as personalidades contrárias ao aborto que constam na lista de convidados, está a juíza Joana Ribeiro Zimmer (foto), de Santa Catarina.

Ela é a juíza que impediu uma menina de 11 anos estuprada de fazer um aborto legal.

Em sua decisão, para impedir o aborto, Zimmer chegou a prender a criança em um abrigo longe de sua mãe por um mês.

Após revelação do caso pela imprensa na semana passada, a juíza deixou o caso, alegando promoção anterior à polêmica; o MP interviu no caso e o TJSC liberou a realização do aborto, que ocorreu na quinta-feira (23).

A juíza é especialista na área da primeira infância, e tem sido associada à questão do aborto apenas após a repercussão do caso.

Além de Zimmer, pelo menos outras duas personalidades contrárias ao aborto foram convidadas: a deputada bolsonarista Bia Kicis e uma conselheira de Donald Trump, Valerie Huber.

A lista de convidados para a audiência pública, na qual consta os nomes do trio, está divulgada no site do governo federal.

Em contrapartida, segundo o G1, entidades que defendem os direitos reprodutivos das mulheres foram barradas na porta da audiência.

Ironicamente, como consta no site do governo federal, uma audiência pública é um ambiente de “ampla consulta à sociedade”, e “especial da população diretamente afetada pelo objeto do debate”.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....