Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Girão comemora operação que mira Consórcio Nordeste

Durante a CPI da Covid, senador do Podemos do Ceará foi o que mais alertou para possíveis irregularidades na compra de respiradores
Girão comemora operação que mira Consórcio Nordeste
Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) comemorou a operação da Polícia Federal desta terça-feira (26) que mira a compra de respiradores, em meio à pandemia de Covid, pelo Consórcio Nordeste.

“Não foram em vão as denúncias gravíssimas, com robustez em documentos, que foram apresentadas diariamente na CPI da Pandemia, há mais de um ano. Essa operação lava a alma dos nordestinos de bem que foram lesados, alguns fatalmente, pelo conhecido ‘calote da maconha’ no momento mais crítico da calamidade. A verdade e a justiça sempre triunfam!”, disse o senador, autor do requerimento de criação de uma CPI que tinha como foco justamente o Consórcio Nordeste — esse pedido acabou sendo acoplado ao da CPI para investigar possíveis irregularidades o âmbito do governo federal.

Durante a Comissão Parlamentar de Inquérito, Girão (foto) denunciou o caso que envolvida uma empresa que comercializa produtos à base de cannabis. Segundo ele, a Hempcare Pharma Representações Ltda. — um dos alvos da PF — recebeu antecipadamente R$ 48,7 milhões do Consórcio Nordeste para fornecer 300 respiradores clínicos de UTI, mas não entregou os produtos.

“É escandaloso e inadmissível, após tudo isso, constatar que os governadores do Nordeste ainda não afastaram o diretor-executivo do Consórcio, Carlos Gabas”, acrescentou o senador.

Agentes da PF cumprem hoje 14 mandados de busca e apreensão envolvendo empresários, laranjas e lobistas investigados no suposto esquema. O caso tramita no STJ, porque o governador da Bahia, Rui Costa (PT), que presidia o Consórcio Nordeste na época, também é investigado.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....