Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Futura ministra de Bolsonaro tem negócios com a JBS

A futura ministra da Agricultura, Tereza Cristina, admitiu ter negócios com o grupo JBS.

“Eu tenho uma propriedade, um condomínio com meus irmãos, sou inventariante e minha família arrenda um confiamento para a JBS, que é do lado da nossa propriedade. Isso há muitos anos”, contou ela, na primeira coletiva após ser indicada por Jair Bolsonaro.

A deputada federal acrescentou que tem participação de um quinto na propriedade arrendada ao grupo, mas comentou que não há desconforto em assumir o ministério.

“Só se eu fizesse alguma coisa escondida. Está tudo dentro da lei, com contrato assinado, não vejo nenhum problema. Se o presidente me perguntar, estão lá os documentos.”

Tereza também reconheceu ter recebido, indiretamente, recursos da JBS em campanhas.

“Eu não tive doação da JBS direta para mim, foi via, se não me engano, dois parlamentares do meu Estado. Não tenho problema. Tenho tranquilidade, as doações são legais.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....