Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Furos de O Antagonista: a Abin 'paralela' petista

Segundo a PGR, o esquema teria sido implementado ainda em 2011, quando Barbosa foi nomeado por Jacques Wagner
Furos de O Antagonista: a Abin paralela petista
Foto: Reprodução

Em setembro, O Antagonista mostrou, com exclusividade, que ao investigar um esquema de corrupção e grilagem envolvendo o Judiciário da Bahia, a operação Faroeste acabou esbarrando em um sistema de monitoramento ilegal controlado por um delegado ligado aos petistas Jaques Wagner e Rui Costa.

Maurício Teles Barbosa foi denunciado pela subprocuradora-geral Lindôra Araújo, em julho, com mais 15 investigados. Na denúncia, obtida por O Antagonista, ela acusa também o delegado da PF de tentar “impedir e embaraçar” as investigações.

De acordo com a acusação, Barbosa tinha controle sobre todas as investigações criminais sigilosas produzidas pela Polícia Civil da Bahia. 

Segundo a PGR, o esquema teria sido implementado ainda em 2011, quando Barbosa foi nomeado por Wagner; ampliado no governo de Costa, a partir de 2016; e durado até sua exoneração em dezembro de 2020.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....