Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Frederick Wassef se torna réu por racismo e injúria racial

Advogado da família Bolsonaro foi alvo de denúncia apresentada pelo MP-DF por dois episódios ocorridos numa pizzaria em Brasília; ele nega as acusações
Frederick Wassef se torna réu por racismo e injúria racial
Foto: Adriano Machado/Crusoé

O advogado Frederick Wassef (foto), que defende a família de Jair Bolsonaro, tornou-se réu pelos crimes de racismo e injúria racial nesta quinta (17) após decisão da 3ª Vara Criminal de Brasília, que recebeu a denúncia movida pelo Ministério Público do DF e dos Territórios.

“Diante da prova da materialidade e dos indícios de autoria que recaem sobre o denunciado, recebo a denúncia”, escreveu o juiz Omar Dantas Lima na decisão proferida, segundo O Globo. Wassef nega as acusações e diz ser vítima de perseguição e “fraude processual”.

A denúncia descreve dois episódios envolvendo o advogado numa pizzaria em Brasília. Em um deles, ele teria dito a uma funcionária: “Não quero ser atendido por você. Você é negra e tem cara de sonsa e não vai saber anotar meu pedido”. No outro, Wassef teria chamado a funcionária de “macaca”.

O MP-DF pede ainda a condenação do advogado ao pagamento de R$ 20 mil por danos morais à vítima e R$ 30 mil por danos morais coletivos à sociedade, além de condenação nos crimes previstos no Código Penal e na lei dos crimes resultantes de preconceito de raça e cor.

Wassef alegou que “a menina [denunciante] narrou uma coisa que nunca aconteceu” e afirmou ser “vítima de denunciação caluniosa”.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....