Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

A festa de Ciro Gomes minguou

"Convenhamos, lançar um pré-candidato a presidente da República dentro de uma sala não é um bom formato", admitiu, em reservado, uma liderança do PDT
A festa de Ciro Gomes minguou
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Como noticiamos há pouco, avanço da Ômicron no país fez o PDT mudar os planos para o lançamento da pré-candidatura presidencial de Ciro Gomes (foto), marcada para esta sexta-feira (21). A festa não será mais presencial.

A O Antagonista, uma liderança do PDT, em reservado, deu o tom da frustração no partido:

“A ideia era fazer uma coisa grande, comemorar em grande estilo, aproveitar o centenário de Brizola. A festa teria mais de 1 mil pessoas, com delegações de todo o estado. Agora, será uma coisa só protocolar mesmo.”

O pedetista acrescentou:

“Convenhamos, lançar um pré-candidato a presidente da República dentro de uma sala não é um bom formato. Mas não poderíamos desistir do ato, para não ficar parecendo que voltamos atrás.”

O partido planeja fazer novos eventos pró-Ciro a partir de março.

O lançamento de amanhã, segundo Carlos Lupi disse a este site, será com cerca de 20 pessoas na sede do partido, em Brasília, mas com a maior parte dos dirigentes e da militância participando de maneira virtual.

Lideranças do PDT têm insistido, em público, que Ciro vai até o fim com a sua pré-candidatura, embora nos bastidores admitam a pouca viabilidade eleitoral do cearense.

“Time que não joga não tem torcida. Vale a pena ir até o final do primeiro turno. Depois, no segundo turno, junta todo mundo e ganha eleição”, disse, ainda pedindo reserva, a fonte do PDT, apostando em vitória do ex-presidiário Lula.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....