Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Eunício é condenado a pagar R$ 50 mil por chamar Ciro de batedor de carteira

Em ação na Justiça do Ceará, presidenciável pedetista se disse ofendido pelo ex-presidente do Senado, seu desafeto; ele pedia indenização de R$ 100 mil
Eunício é condenado a pagar R$ 50 mil por chamar Ciro de batedor de carteira
Foto: Marcos Brandão/Senado Federal

Eunício Oliveira (foto) foi condenado a pagar R$ 50 mil em danos morais a Ciro Gomes, seu desafeto, em decisão da Justiça do Ceará nesta quinta-feira (25), informou o Painel da Folha.

Na ação, o presidenciável do PDT lista uma série de episódios em que teria sido ofendido pelo ex-presidente do Senado. Em entrevista em novembro de 2015, por exemplo, Eunício se referiu a Ciro como “batedor de carteira”, “sem escrúpulos” e “cooptador de partido”.

O emedebista teria dito ainda que Ciro, durante sua passagem como ministro da Integração Nacional de Lula, desviou “5 ou 7 bilhões” para a ferrovia Transnordestina, pouco antes de se tornar presidente da empresa responsável pela obra.

O pedetista pediu indenização de R$ 100 mil. A juíza Fabrícia Ferreira de Freitas, da 23ª Vara Cível de Fortaleza, considerou que houve injúria, com a agravante de as declarações de Eunício terem sido a um veículo de grande circulação (a rádio O Povo/CBN), mas reduziu o valor para R$ 50 mil.

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....