Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

“Esse exemplo mostra que fundo partidário não deveria existir”

Deputado Kim Kataguiri condena o uso de dinheiro público para enriquecimento de dirigentes partidários, como Valdemar Costa Neto
“Esse exemplo mostra que fundo partidário não deveria existir”
Foto: Adriano Machado/Crusoé

O deputado Kim Kataguiri (DEM-SP) afirmou a O Antagonista que a revelação de que o presidente do PL, Valdemar Costa Neto, lucra pessoalmente com a parte do fundo partidário destinada à legenda mostra que recursos públicos não deveriam ser aplicados para a manutenção das siglas.

“Acho que esse tipo de exemplo mostra que o fundo não deveria existir. Tanto dinheiro nas mãos de dirigentes partidários, com fiscalização tão precária e punição na maioria das vezes apenas na seara administrativa, tudo isso conspira para que haja desvio”, afirmou o parlamentar, que é autor de um projeto de lei que tenta disciplinar a prática.

Como a Crusoé mostrou, com a filiação de Jair Bolsonaro ao PL, Valdemar Costa Neto espera eleger mais parlamentares em 2022 e, assim, obter mais dinheiro dos fundos partidário e eleitoral. Segundo a publicação, Valdemar lucrou R$ 1 milhão em três anos com recursos públicos destinados ao partido.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....