Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Em delação, ex-presidente da Ecovias diz que Alckmin recebeu R$ 3 milhões em caixa 2

Relato foi feito por Marcelino Rafart de Seras; caso está sendo investigado pela Polícia Federal
Em delação, ex-presidente da Ecovias diz que Alckmin recebeu R$ 3 milhões em caixa 2
Foto: Reprodução

O ex-presidente da Ecovias Marcelino Rafart de Seras afirmou, em delação, que Geraldo Alckmin (foto), hoje cotado para ser vice de Lula, recebeu R$ 3 milhões em caixa 2, diz a Folha. O caso está sendo investigado pela Polícia Federal. A Ecovias é a concessionária responsável pelo sistema Anchieta-Imigrantes.

Nessa terça (15), Marcelino teve acordo de não persecução cível homologado pelo MP de São Paulo, com relato de cartel entre as concessionárias de rodovias do estado. As declarações sobre o suposto crime de caixa 2 são analisados pela Delinst (Delegacia de Defesa Institucional), que cuida de questões eleitorais.

Segundo ele, os valores foram pagos pela primeira vez em 2010, em um total de R$ 1 milhão. Na ocasião, Alckmin, que estava no PSDB, foi eleito governador. O ex-presidente da Ecovias disse que a quantia foi paga em dinheiro ao cunhado do ex-governador, Adhemar Ribeiro.

A segunda parte, no valor de R$ 2 milhões, teria sido paga em 2014, durante uma operação de Marcos Monteiro, ex-tesoureiro de Alckmin. Naquele ano, ele foi reeleito governador de São Paulo.

Procurada pelo jornal, a assessoria de Alckmin não se manifestou até o momento.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....