Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Em carta, Jairinho diz que Henry pode ter morrido de "causas naturais"

O ex-vereador voltou a negar o envolvimento na morte do enteado e disse que não existem indícios de sua participação
Em carta, Jairinho diz que Henry pode ter morrido de “causas naturais”
Foto: Reprodução/Record Tv

Em seu primeiro pronunciamento após ser preso, o ex-vereador Dr. Jairinho voltou a negar seu envolvimento com a morte de seu enteado Henry Borel, de 4 anos. Jairo Souza Santos Júnior e Monique Medeiros, mãe do menino, estão presos desde 8 de abril de 2021.

Do Complexo Penitenciário de Gericinó, o ex-vereador escreveu uma carta de seis páginas, em que reafirma o bom relacionamento que tinha com Henry e sugere que ele possa ter morrido de “causas naturais” ou ter sido envenenado. O documento foi obtido pelo UOL.

Jairinho diz ter sido vítima da espetacularização da investigação criminal e da criação de um enredo de condenação antecipada, que incitou a “ordem pública”.

“Os laudo (sic) não trás (sic) a materialidade, são contraditórios, são feitos seis laudos, e aí um vem ‘desdizendo’ o outro, o que caracteriza uma perícia falsa, das pouquíssimas fotos que o perito tira, ele coloca mais lesão no desenho esquemático.”

“Não existe qualquer indício de que eu tenha feito absolutamente nada com o Henry”, completa.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....