Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Em 2019, homem que esfaqueou Bolsonaro chamou a cadeia de lugar satânico

Em carta, Adélio Bispo pediu para ser transferido da Penitenciária Federal de Campo Grande para alguma unidade do sistema prisional de Minas Gerais
Em 2019, homem que esfaqueou Bolsonaro chamou a cadeia de lugar satânico
Foto: Reprodução/Polícia Federal

Adélio Bispo de Oliveira (foto), que esfaqueou Jair Bolsonaro durante a campanha presidencial de 2018, chamou a cadeia onde se encontra, a Penitenciária Federal de Campo Grande, de lugar satânico, diz o UOL.

O portal teve acesso a uma carta escrita por ele, em agosto de 2019, e enviada ao juiz-corregedor Dalton Igor Kita Conrado, da 5ª Vara Federal de Campo Grande. No documento, Adélio pede transferência para o sistema prisional de Minas Gerais.

Ele afirma ter muitas razões para não querer permanecer na Penitenciária Federal de Campo Grande e que uma delas é por causa do maçônico satanismo” no local. O autor da facada em Bolsonaro também diz que o “prédio foi construído com essa finalidade, projetado maçonicamente, para adoração ao Diabo”.

Diagnosticado com transtorno delirante persistente, Adélio foi considerado inimputável em 14 de junho de 2019 pelo juiz Bruno Savino da Matta, da 3ª Vara Federal de Juiz de Fora. O juiz também determinou, por medida de segurança, a internação de Adélio em presídio federal por tempo indeterminado ou enquanto não for verificada a cessão da periculosidade dele.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....