Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Eleições devem frear CPI do MEC, diz Mourão

Vice-presidente disse que falta tempo para investigações progredirem a três meses da eleição; senadores contam com assinaturas necessárias para a comissão
Eleições devem frear CPI do MEC, diz Mourão
Foto: Adriano Machado/Crusoé

O vice-presidente Hamilton Mourão disse, nesta segunda-feira (27), que uma CPI voltada a investigar crimes de tráfico de influência no Ministério da Educação não deve prosperar. Ao falar com jornalistas nesta manhã, Mourão argumentou que as eleições devem naturalmente frear os esforços no Congresso.

“Acho complicado [a CPI ser bem sucedida], porque está todo mundo pensando em eleição, não é? Mais aí em três meses tem essa eleição”, disse o vice-presidente a jornalistas. “Então, eu acho que falta tempo para isso aí progredir. Acho também que não vai para frente.”

Após a prisão do ex-ministro Milton Ribeiro na última quarta-feira (22), os esforços em torno de uma CPI do MEC no Senado voltaram à tona após três meses em banho-maria.

Com a confirmação de que já possuem o mínimo de 27 assinaturas necessárias para requisitar a abertura, os senadores da oposição agora querem que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG) determine a abertura da comissão parlamentar. Pacheco, no entanto, também disse acreditar que as eleições podem ser um freio a esse ímpeto todo

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....