Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Eleições 2022: disputa no Maranhão será a primeira sem “Sarneys” desde 2006

A ex-chefe do Poder Executivo Roseana Sarney vai tentar mandato de deputada federal e o governador Flávio Dino tentará ser senador
Eleições 2022: disputa no Maranhão será a primeira sem “Sarneys” desde 2006
Divulgação

A disputa pelo governo do estado do Maranhão em 2022 tende a ser a primeira sem a participação de um Sarney desde 2006. Uma das principais representantes do grupo, a ex-governadora Roseana (foto) voltará às origens e concorrerá um mandato de deputada federal no ano que vem.

Desde a redemocratização, o grupo Sarney sempre teve um candidato competitivo ao governo estadual. Roseana (então no PFL) venceu em 1994 e 1998; o seu sucessor, José Reinaldo (então no PFL), venceu em 2002. Roseana (MDB) voltou em 2006, mas perdeu para Jackson Lago (PDT). Na eleição seguinte, 2010, a filha do ex-presidente do Senado ganhou, mas foi derrotada por Flávio Dino (PSB) nas duas disputas seguintes – 2014 e 2018.

Patinando nas pesquisas locais, Roseana decidiu não disputar o governo do estado este ano.

O governador do estado, Flávio Dino, fragmentou sua base ao apostar suas fichas na candidatura de seu vice Carlos Brandão (PSDB) na disputa pelo Palácio dos Leões.

Até o início do segundo semestre de 2021, o senador Weverton Rocha (PDT) era apontado como o principal nome na sucessão de Dino, mas ele foi preterido pelo vice-governador. Também disputava as bênçãos de Dino a senadora Eliziane Gama (Cidadania), um dos destaques da CPI da Covid.

As principais pesquisas dão Weverton Rocha como favorito na disputa maranhense.

A escolha de Dino fragmentou a base parlamentar do governador e abriu espaço para o senador Roberto Rocha (PSDB) disputar o governo com as bênçãos do presidente Jair Bolsonaro. Rocha pretende migrar para o PL para enfrentar o grupo do governador.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....