Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Direção da PF é cobrada por delegados após ingerência política em chefia regional

Decisão dos delegados de Alagoas foi tomada em assembleia realizada nessa segunda-feira; troca na corporação foi barrada
Direção da PF é cobrada por delegados após ingerência política em chefia regional
Foto: Tom Costa/MJSP

Em assembleia realizada nessa segunda (10), delegados federais de Alagoas decidiram cobrar uma manifestação da direção-geral da Polícia Federal sobre o veto a uma troca na corporação que resultou na manutenção do atual superintendente no cargo.

Na semana passada, a Folha afirmou que uma ingerência política sob o governo de Jair Bolsonaro (PL) impediu a tentativa da cúpula do órgão de substituir o atual superintendente Sandro Valle Pereira pelo delegado Marcelo Werner.

Segundo o jornal, em 24 de março, Sandro chegou a ser informado sobre a troca, mas a gestão de Márcio Nunes (foto), o atual diretor-geral, desistiu. O recuo, diz a reportagem, ocorreu após o ministro da Justiça, Anderson Torres, comunicar que a troca havia sido barrada.

Na ata da assembleia realizada pela regional alagoana da ADPF (Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal), os delegados fala em “quebra de confiança no atual superintendente”.

“Subscritores do referido documento manifestam a quebra de confiança no atual superintendente regional da PF em Alagoas, inclusive decididos a colocar à disposição as respectivas chefias, aguardando um posicionamento concludente da Direção-Geral da PF sobre o caso em análise”, diz um trecho do texto assinado por 12 delegados.

Valle Pereira disse ao jornal não saber o que ocorreu para ter continuado à frente do cargo. Ele afirmou não ter feito pedido para ficar.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....