Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Dinheiro no lixo

Oito pré-candidaturas presidenciais que não foram adiante torraram cerca de 15 milhões em recursos do fundo partidário
Dinheiro no lixo
Foto: Igor Mota/Futura Press/Folhapress

Encerrado o prazo para a realização das convenções partidárias, oito pré-candidaturas presidenciais ficaram pelo caminho. Juntas, elas consumiram ao menos R$ 15 milhões em recursos do Fundo Partidário.

Segundo o Estadão, o montante que deve aumentar à medida em que os partidos apresentarem as notas fiscais dos gastos deste ano.

“Cada pré-candidato recebeu da sigla R$ 2 milhões para as pré-campanhas. O ex-governador João Doria chegou a alugar uma mansão na Avenida Brasil, em São Paulo, para servir de comitê e contava com uma estrutura profissional, que incluía contrato com o marqueteiro Lula Guimarães, assessoria e equipe de redes sociais.”

Janones (Avante) foi o mais recente a desistir da disputa, cooptado pela campanha de Lula. Antes dele, Sergio Moro e Eduardo Leite ensaiaram candidaturas que não foram adiante. Rodrigo Pacheco e Luiz Henrique Mandetta foram cogitados, mas suas pré-candidaturas morreram no nascedouro.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....