Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Dinheiro do SUS beneficiou prefeituras de familiares de aliados do governo Bolsonaro

Emendas parlamentares do Fundo Nacional de Saúde foram distribuídas com critérios políticos
Dinheiro do SUS beneficiou prefeituras de familiares de aliados do governo Bolsonaro
Foto: Secom Prefeitura de Petrolina

Recursos do SUS beneficiaram prefeituras de familiares de aliados do Planalto, diz O Globo. A reportagem menciona o caso de Petrolina, que devido à influência de Fernando Bezerra Coelho, ex-líder do governo no Senado, tornou-se o município mais agraciado de Pernambuco com verba parlamentar destinada ao Sistema Único de Saúde, superando até mesmo a capital Recife, cuja população é 4 vez maior.

Até o final de março deste ano, o prefeito de Petrolina era Miguel Coelho, filho do parlamentar. Ele renunciou ao cargo para disputar o governo de Pernambuco. Dos R$ 65 milhões em emendas de relator, mecanismo do orçamento secreto, destinadas no ano passado por Bezerra à área de saúde, Petrolina desponta como o maior destino, com R$ 13 milhões. Os recursos foram transferidos ao município por meio do Fundo Nacional de Saúde (FNS), responsável por bancar despesas do SUS.

O valor foi negociado por Bezerra com a cúpula do Congresso, indicado pelo senador ao FNS, liberado pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e transferido ao fundo municipal de saúde de Petrolina. Segundo o jornal, o Fundo Municipal de Saúde de Petrolina destinou R$ 4,5 milhões para a inauguração de um centro cirúrgico e da UTI do hospital Dom Tomás, que é administrado pela Associação Petrolinense de Amparo à Maternidade e à Infância (Apami). A entidade é comandada por Augusto Coelho, tio avô de Miguel.

A matéria também cita o caso de Campo Formoso, na Bahia, a 404 quilômetros de Salvador e com população estimada em 72 mil pessoas, segundo município mais agraciado com emendas de relator repassadas via FNS no estado, atrás apenas da capital, que tem 2,9 milhões de habitantes.

A maior parte do dinheiro enviado a Campo Formoso se deu por uma emenda de R$ 29,9 milhões do deputado Elmar Nascimento, líder do União Brasil na Câmara e aliado do governo de Jair Bolsonaro. O parlamentar é irmão do prefeito da cidade, Elmo Nascimento.

O repasse, feito por meio do FNS, teve como objetivo a construção de um segundo hospital municipal. Os recursos estão à disposição da prefeitura desde o fim do ano, mas até hoje a licitação não foi realizada.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....