Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Desesperado, Bolsonaro pede a supermercados "menor lucro possível"

Inflação acumulada de 12 meses está em 11,73%; entre os produtos que pesam na alta da inflação, estão óleo de soja, ovos, leite, açúcar e café
Desesperado, Bolsonaro pede a supermercados “menor lucro possível”
Foto: Isac Nóbrega/PR

Logo depois de Paulo Guedes pedir a representantes dos supermercados que congelem os preços dos alimentos da cesta básica, foi a vez de Jair Bolsonaro reforçar o apelo absurdo e desesperado. As declarações foram feitas em evento virtual do Fórum da Cadeia Nacional de Abastecimento da Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

“Um apelo que eu faço aos senhores, para toda a cadeia produtiva, é para que os produtos da cesta básica, cada um obtenha o menor lucro possível para a gente poder dar uma satisfação a uma parte considerável da população, em especial os mais humildes”, disse o presidente da República.

“Eu sei que a margem de lucro tem caído cada vez mais, vocês já vêm colaborando desta forma, mas eu apelo que colaborem um pouco mais na margem de lucro dos produtos da cesta básica”, acrescentou.

Como registramos mais cedo, o IPCA nos últimos 12 meses está acima dos 10% e, entre os produtos que têm pesado para a alta da inflação, estão óleo de soja, ovos, leite, açúcar e café. Apesar disso, congelar preços nunca deu certo como medida antiinflacionária. Basta perguntar para José Sarney.

Assista:

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....