Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Para relatora, demora pode ter favorecido André Mendonça

Eliziane Gama disse que, quando apresentou o indicado como "terrivelmente evangélico", Jair Bolsonaro criou uma polêmica desnecessária
Para relatora, demora pode ter favorecido André Mendonça
Foto: Roque de Sá/Agência Senado

A senadora Eliziane Gama (foto), relatora da indicação de André Mendonça ao STF, disse há pouco acreditar que a votação será “tranquila” e que, de forma geral, há uma aceitação ao nome do ex-AGU.

“Há algumas semanas, havia celeuma e polêmica, mas isso diminuiu. A demora abriu um cenário que favoreceu o indicado. Eu acho que houve uma polêmica por uma questão religiosa, e isso não deve ser o elemento para um nome do ministro do STF. Quando houve um debate sobre a religião, isso não se pode admitir quando se faz uma indicação ao STF. Essa demora teve uma mobilização maior e os senadores entenderam que esse não deveria ser o pré-requisito”, disse.

Segundo a senadora, quando apresentou o nome e usou o termo “terrivelmente evangélico”, o presidente criou uma polêmica desnecessária.

“Se ele tivesse indicado sem polemizar, talvez não teríamos sofrido esses debates. Não foi algo certo por parte do presidente. Ele [André Mendonça] teve que mostrar que sabe, que tem capacidade jurídica”, disse a senadora.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....