Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Deltan critica PGR: "O combate à corrupção está sendo asfixiado"

O ex-procurador citou o baixo número de delações firmadas pela PGR e disse que "é preciso recuperar o dinheiro desviado para que chegue a quem mais precisa"
Deltan critica PGR: “O combate à corrupção está sendo asfixiado”
Foto: Vagner Rosário/Crusoé

O ex-coordenador da Lava Jato no MPF do Paraná, Deltan Dallagnol (foto), criticou nesta terça-feira (18) a queda no número de acordos de delação premiada firmados pela PGR sob a gestão de Augusto Aras.

Deltan, que recentemente se filiou ao Podemos e vai tentar uma vaga na Câmara, citou os números revelados com exclusividade pela Crusoé para dizer que o combate à corrupção está sendo asfixiado.

O combate à corrupção está sendo asfixiado. Na gestão do atual PGR, que acabou com a Lava Jato, o número de acordos de colaboração e leniência feitos é o MENOR em 5 ANOS. Houve 13 acordos em 2021, contra 31 em 2020, 40 em 2019, 26 em 2018 e 83 em 2017.”

Deltan defendeu a importância das delações e lembrou que, entre 2016 e 2017, a operação firmou acordos envolvendo um volume de recursos em torno de R$ 18,8 bilhões.

É preciso reconstruir o combate à corrupção que foi destruído no contra-ataque à Lava Jato. É preciso recuperar o dinheiro desviado para que chegue a quem mais precisa dele, às crianças nas escolas, aos pacientes nos hospitais e aos cidadãos que sofrem com a criminalidade.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....