Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Defesa de Cabral vai pedir libertação ao TRF-4 com base em decisão que beneficiou Cunha

Defesa de Cabral vai pedir libertação ao TRF-4 com base em decisão que beneficiou Cunha
Divulgação

A defesa de Sergio Cabral prepara um pedido ao TRF-4 para revogar sua prisão na Lava Jato. O pedido se inspira na decisão do próprio tribunal que, na semana passada, revogou uma das prisões de Eduardo Cunha sob o argumento de que o ex-deputado não possui condenação transitada em julgado.

Cunha também foi beneficiado, na sequência, por decisões do STJ e do TRF-1 que o livraram de 342 anos de prisão em todas as medidas cautelares, inclusive da prisão domiciliar.

A situação do ex-governador do Rio, que negocia um acordo de colaboração premiada, é um pouquinho diferente. Ele já possui 18 condenações de primeira instância que acumulam mais de 342 anos de prisão.

No ano passado, a 8ª Turma do TRF-4 negou habeas corpus da defesa de Cabral, que alegava “falta de contemporaneidade” e ainda “risco de contaminação por Covid”.

O político cumpre prisão preventiva decretada pela 13ª Vara Federal de Curitiba no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, desde novembro de 2016. Ele foi condenado por Sergio Moro a 14 anos e dois meses por corrupção passiva e lavagem no caso de propina da Andrade Gutierrez em obras do Comperj.

Depois, Cabral foi alvo de seguidas condenações por parte de Marcelo Bretas, no Rio.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....