Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Decreto de Bolsonaro pode travar suas próprias indicações para a Petrobras

Decreto assinado em abril determina que indicações a cargos em empresas públicas só podem ser confirmadas após setor responsável dar o ok
Decreto de Bolsonaro pode travar suas próprias indicações para a Petrobras
Foto: Alan Santos/PR

Um decreto assinado em abril por Jair Bolsonaro pode travar a indicação não apenas do novo nome para a presidência da Petrobras, Caio Mario Paes de Andrade, como de outros nomes para ocupar cargos em empresas públicas ou com participação majoritária do governo.

O texto assinado pelo presidente institui um comitê de Pessoas, Elegibilidade, Sucessão e Remuneração, que deverá opinar “sobre o preenchimento dos requisitos e a ausência de vedações para as respectivas eleições”. 

Como as contratações devem ocorrer apenas após a autorização deste comitê, é possível que o nome de Caio Paes de Andrade leve mais algumas semanas para ser votado pelo Conselho de Administração da petrolífera.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....