Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Decreto de Bolsonaro limita ar-condicionado em repartições públicas a 24ºC

Objetivo das medidas é reduzir o consumo de energia na administração pública
Decreto de Bolsonaro limita ar-condicionado em repartições públicas a 24ºC
Foto: Alan Santos/PR

O presidente Bolsonaro editou um decreto, publicado nesta quarta (25) no Diário Oficial em edição extra, que recomenda que o resfriamento do ar-condicionado em repartições federais seja de até 24ºC.

O texto estabelece medidas para redução do consumo de energia elétrica na administração pública federal.

Segundo o site do Ministério de Minas e Energia, “[a] administração pública direta e indireta dispõe hoje de mais de 22 mil edificações próprias e cerca de 1.400 imóveis alugados, como escritórios, escolas, hospitais e universidades, representando uma parcela significativa do consumo total de eletricidade no País.

Espera-se, com a medida, que o poder público reduza entre 10% e 20% o consumo de eletricidade, quando comparado com o consumo anterior à pandemia”.

As medidas entram em vigor a partir da próxima quarta (1º).

Leia tambémUm mês depois, ministério ainda não terminou programa para reduzir consumo de energia

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....