Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

De olho na eleição, Damares vai ao Amapá em "missão oficial"

Se quiser mesmo se candidatar ao Senado pelo estado, a ministra de Bolsonaro precisará ter um endereço fixo por lá até 2 de abril
De olho na eleição, Damares vai ao Amapá em “missão oficial”
(Brasília - DF, 03/01/2019) Reunião do Conselho de Governo. Foto: Marcos Corrêa/PR

Em meio à possibilidade de disputar o Senado pelo estado, Damares Alves (foto) vai ao Amapá na próxima semana para, em tese, uma agenda oficial.

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos do governo Bolsonaro enviou uma mensagem a todos os parlamentares do Amapá convidando-os para acompanhá-la na “missão oficial” marcada para terça-feira (22).

“A Sra. Ministra de Estado da Mulher, da Família, e dos Direitos Humanos, Damares Alves, estará em missão oficial, no dia 22 de fevereiro de 2022, em Macapá/PA: Participação nas ações do Programa Brasileiros pelo Brasil, e demais agendas ainda em definição”, diz trecho da mensagem à qual O Antagonista teve acesso. A ministra pede confirmação de presença.

No mês passado, em uma de suas tradicionais lives, Jair Bolsonaro lançou Damares candidata ao Senado por São Paulo. No dia seguinte, Damares afirmou no Twitter que ama “os indiozinhos do Amapá”Parlamentares do estado não engoliram até hoje esse comentário da ministra, considerado “um estereótipo raso” da população amapaense. Entre eles, circula uma charge em que Damares aparece sendo recebida no Amapá, ao descer de um avião da FAB, por seis índios com flechas miradas para ela.

De acordo com a lei eleitoral, se quiser mesmo se candidatar pelo Amapá, Damares precisará ter um endereço fixo no estado até 2 de abril, seis meses antes do pleito. Neste ano, os eleitores de cada unidade da Federação escolherão um senador.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....