Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Damares lamenta morte de garota em aldeia e diz: "Acontece todo dia"

A ex-ministra de Jair Bolsonaro e pré-candidata ao Senado pelo Republicanos do DF afirmou que o caso em investigação em Roraima não é isolado
Damares lamenta morte de garota em aldeia e diz: “Acontece todo dia”
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Damares Alves (Republicanos) lamentou o estupro e assassinato de uma menina de 12 anos da etnia Yanomani, em investigação em Roraima.

Em entrevista ao UOL nesta quinta-feira (5), a pré-candidata ao Senado pelo Distrito Federal enalteceu ações do ministério que ela comandou no governo Bolsonaro e disse que, “infelizmente, esse não é um caso isolado”.

“O estupro dessa menina nos chocou, como nos chocou o estupro da menininha lá entre os Guarani Kaiowá. Infelizmente, esse não é um caso isolado e a gente tem que se levantar como um todo no enfrentamento à violência contra meninas e mulheres indígenas.”

Ela afirmou também:

“Esse caso traz a questão do garimpo, mas quero lembrar que os garimpos estão em terras indígenas há mais de 70 anos, de forma irregular, e são muitas as violências. Esse caso dessa menina causou essa repercussão toda, e isso é muito bom porque a gente ainda vai conversar muito sobre violência sexual contra crianças indígenas.”

E mais:

“A gente não pode ser pautada por um caso. Temos de ter a consciência de que a gente ter que enfrentar a violência como um todo em área indígena. E lamento, acontece todo dia. A gente vai ter que ter coragem de fazer esse enfrentamento.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....