Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Crusoé: o cabidão de empregos piauiense

O governador Wellington Dias, do PT, e o presidente da Assembleia Legislativa do estado promovem um esquema de nepotismo cruzado para empregar parentes
Crusoé: o cabidão de empregos piauiense
Reprodução/Consórcio Nordeste

No Piauí, a dobradinha entre o governador petista Wellington Dias e o presidente da Assembleia Legislativa, Themístocles Sampaio Filho, transformou o compadrio em norma, diz a Crusoé.

“A nomeação do irmão de Themístocles Marllos Sampaio, em 2017, por Wellington Dias, para o cargo de coordenador do Programa Mais Vida Com Cidadania para o Idoso é uma das faces mais visíveis dessa engrenagem. Na função, o irmão do presidente da Alepi tem embolsado 30.724 reais mensais.”

“Recentemente, numa canetada só, o mandachuva do legislativo piauiense pendurou as três cunhadas nos cofres da Alepi, um gasto que representa 34 mil reais mensais ao erário. Até a ex-mulher de Themístocles foi contemplada: assumiu um cargo de assessoria que lhe garante um salário de 19 mil reais mensais.”

Assine a Crusoé e leia aqui a reportagem completa.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....