Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Crusoé: lobby versus lobby

Falta de regulamentação e inexistência de regras claras e transparentes abrem brechas para que a atividade ocorra nas sombras
Crusoé: lobby versus lobby
Foto: Pedro França/Agência Senado

O plenário do Senado registrou um movimento insólito na tarde do dia 9 de fevereiro, durante o debate de uma medida provisória que incluiu o tratamento oral contra o câncer no rol da cobertura dos planos de saúde, lembra a Crusoé.

“Um exército de lobistas do setor circulou pela casa, com a meta de adaptar o texto aos interesses das empresas de saúde suplementar. Entre os negociadores que falavam em nome dos planos de saúde, estavam ex-parlamentares de diversas colorações partidárias, contratados a peso de ouro para assegurar aos seus novos clientes acesso privilegiado aos gabinetes dos senadores – em sua maioria, antigos colegas.”

“[…] Destacava-se no corpo-a-corpo e nas conversas ao pé do ouvido com os parlamentares, o ex-governador da Paraíba Cássio Cunha Lima, do PSDB. O notório ex-senador Romero Jucá também circulou pelo plenário na mesma tarde. A ação foi tão ostensiva que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, chegou a confidenciar a colegas o incômodo com o lobby das operadoras de saúde.”

“A representação de interesses de diversos setores é lícita, mas a falta de regulamentação do lobby e a inexistência de regras claras e transparentes abrem brechas para que essa atividade ocorra nas sombras.”

LEIA MAIS AQUI; assine a Crusoé e apoie o jornalismo independente.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....