Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Crusoé: "Fechou, chuchu"

Mensagens revelam proximidade da desembargadora Maria do Carmo, do TRF-1, com o advogado Ticiano Figueiredo, que defende a Precisa Medicamentos
Crusoé: “Fechou, chuchu”
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Reportagem da Crusoé desta edição revela a proximidade da desembargadora Maria do Carmo Cardoso, do TRF-1, com o advogado Ticiano Figueiredo, que defende a Precisa Medicamentos, de Francisco Maximiano (foto). 

Em 28 de outubro, o empresário foi beneficiado por um habeas corpus concedido pela magistrada, suspendendo as investigações da Operação Pés de Barro, que apura desvio de quase 20 milhões de reais na compra de remédios para doenças raras pelo Ministério da Saúde, na gestão de Ricardo Barros.

Maria do Carmo acolheu o argumento de Ticiano de que o caso seria de competência do Supremo, pois poderá atingir o deputado federal, líder do governo.

O problema é que Ticiano é próximo da família da desembargadora e goza de uma boa relação com a própria magistrada, segundo mensagens de WhatsApp obtidas pela revista. Numa delas, a filha de Maria do Carmo combina com o advogado um café da manhã na casa da desembargadora em um sábado.

“‘Xuxu (sic). Amanhã 8:30 na casa da minha desembargadora preferida?’, diz ele. A filha de Carminha responde: ‘Combinado amigo’.”

Leia a reportagem de completa na Crusoé, assine a revista e apoie o jornalismo independente.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....