Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Cunha e Cabral ainda posarão de heróis injustiçados", diz Vieira

Em entrevista, o senador do Cidadania comentou o processo de revisão de condenações de investigados na Operação Lava Jato
“Cunha e Cabral ainda posarão de heróis injustiçados”, diz Vieira
Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Em entrevista à Crusoé, o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), pré-candidato à Presidência, voltou a criticar o desmonte da operação Lava Jato, patrocinado pelo governo de Jair Bolsonaro e por setores do Judiciário.

Segundo Vieira (foto), a escalada de revisões de condenações e decisões judiciais e de vingança contra o combate à corrupção ainda vai fazer com que figuras como Eduardo Cunha e Sérgio Cabral ainda posem como “heróis injustiçados”.

Você tem a retomada do poder por algumas figuras que começam um processo de vingança, que buscam retaliação. Porque a intenção não é só gerar a impunidade de quem foi condenado, mas também inibir as futuras investigações. Mostrar que quem tenta enfrentar esse sistema corrupto vai ser perseguido duramente, vai perder seu emprego, ter sua reputação destruída. A gente vem constatando isso tudo. […] Eduardo Cunha e Sérgio Cabral ainda posarão de heróis injustiçados. É muito grave o momento que estamos vivendo e infelizmente não temos energia para poder reagir à altura.”

Para o senador, Jair Bolsonaro é conivente com esse processo.

“A gente tem a conexão de roteiro muito clara. Um momento em que a sociedade cria uma expectativa de punição aos poderosos, de que finalmente o sistema vai mudar. Mas aí você tem essa energia toda gerada no país canalizada na eleição de um populista. Lá eles elegeram (Silvio) Berlusconi, aqui nós elegemos Bolsonaro. E esse populista rapidamente se mostra aliado daquele mesmo sistema corrupto e começa a fazer um desmonte.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....