Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Centrão se une na Câmara para manter eleições municipais em outubro

Centrão se une na Câmara para manter eleições municipais em outubro
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O Antagonista apurou que DEM, PSD, PP e Republicanos já decidiram que, na Câmara, não deixarão passar a PEC do adiamento das eleições.

Rodrigo Maia disse hoje, em coletiva, o que se fala nos bastidores já há alguns dias: não há acordo na Casa para adiamento do pleito em razão da pandemia da Covid-19.

A partir de hoje, o site vai registrar a opinião de vários deputados sobre o tema, que, no Senado, será votado nesta terça-feira, com grandes chances de aprovação de adiamento do pleito para novembro.

Os argumentos oficiais poderão ser diferentes daqueles que estão sendo colocados nas conversas informais.

A verdade é que boa parte do Centrão defendia a prorrogação dos mandatos dos atuais prefeitos e vereadores, empurrando as eleições para 2021 ou mesmo 2022. Só mudaram de ideia depois de perceberem que não seria possível emplacar essa tese — inconstitucional — com facilidade.

Sem prorrogação de mandatos, agora os caciques partidários da Câmara farão de tudo para travar a PEC, mantendo, assim, as datas atuais das eleições, ou seja, em outubro.

Eles vão alegar que estender a campanha eleitoral até novembro ou dezembro aumentará muito mais o risco de contágio do que realizar logo o pleito em outubro. Um motivo real por trás do argumento de não mexer nas datas, porém, é para evitar o encarecimento das campanhas. Atuais prefeitos também avaliam que, se houver mais tempo de campanha, aumenta o risco de suas gestões serem desgastadas em meio à pandemia.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....