Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ceará tem 37 agentes de segurança presos e mais de 200 afastados

No sétimo dia do motim de policiais militares que instalou o caos na segurança, o Ceará já registra a prisão de 37 agentes de segurança por deserção e mais de 200 afastamentos por participação em atos.

A maioria dos afastados é soldado (150). Ao menos três batalhões de Fortaleza e da região metropolitana seguem ocupados por grupos de amotinados.

O Diário Oficial do Estado (DOE) publicado na noite deste domingo (23/2) informou a instauração de Processos Administrativos Disciplinares (PADs) pela Controladoria Geral de Disciplina (CGD) contra outros 62 policiais militares – outros 168 já foram abertos.

Os afastamentos têm prazo de 120 dias e, segundo o diário, ocorre “em virtude da prática de ato incompreensível com a função pública, gerando clamor público, tornando os afastamentos necessários à garantia da ordem pública”.

Em meio à crise na segurança, o Ceará registrou pelo menos 128 homicídios nesta semana. Com mais de 70 mortes contabilizadas, a sexta-feira e o sábado foram os dois dias mais violentos do estado desde 2012, ano da última paralisação de PMs no Ceará.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....