Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Caso Evandro: polícia identifica ossada de criança desaparecida em 1992

Segundo autoridades paranaenses, restos pertencem a Leandro Bossi, que sumiu na mesma época que o menino Evandro; caso foi retomado após podcast
Caso Evandro: polícia identifica ossada de criança desaparecida em 1992
Leandro Bossi. Foto: Arquivo

Em coletiva de imprensa há pouco, o secretário de Segurança Pública do Paraná, Wagner Mesquita, informou ter identificado a ossada de Leandro Bossi, garoto de 7 anos que desapareceu na cidade de Guaratuba em 1992. O caso provocou ampla comoção à época, pois foi antecedido do desparecimento de outro menino, Evandro Ramos Caetano, de 6 anos, na mesma cidade.

Segundo Mesquita, os restos humanos analisados têm 99,9% de compatibilidade com o material genético de Leandro. A origem dos ossos que permitiram a análise não foi revelada.

Apesar de ambos os casos não terem sido elucidados até hoje, acredita-se que ambos foram sequestrados antes de serem assassinados. A Polícia, porém, não esclareceu se a descoberta pode influenciar as investigações sobre os autores dos crimes.

Também não foram reveladas informações sobre causa da morte de Leandro. Ao G1, o governo do Paraná disse que “os fragmentos analisados estavam no IML”.

A chefe do Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas (Sicride), delegada Patrícia Nobre, disse que a família de Leandro já foi informada. “Eles se comportaram de maneira emocionada, como não poderia deixar de ser. Ficaram agradecidos por terem uma resposta, mesmo 30 anos depois”, disse a delegada.

A recente descoberta foi motivada por um podcast sobre o tema.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....