Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Câmara Municipal coloca sigilo sobre atuação de Carlos Bolsonaro durante pandemia

Vereador pelo Rio de Janeiro, o filho "02" do presidente não ligava a câmera em sessões remotas; ao mesmo tempo, ele era visto em Brasília ao lado do pai
Câmara Municipal coloca sigilo sobre atuação de Carlos Bolsonaro durante pandemia
Foto: Isac Nóbrega/PR

A Câmara Municipal do Rio de Janeiro negou acesso aos dados de acesso do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos) ao sistema de participação remota da Casa, utilizado durante a pandemia.

O pedido, feito via Lei de Acesso à Informação pelo portal UOL, foi negado com base no Marco Civil da Internet.

Desde o início da pandemia, o vereador tem participado das sessões de maneira remota, sem abrir a câmera – o que levanta a suspeita se seria o próprio parlamentar participando das sessões, ou então um de seus assessores. As sessões da Câmara também coincidem com ocasiões em que Carlos era visto ao lado do pai presidente no Palácio do Planalto, em Brasília.

Em uma das sessões, lembra o UOL, Carlos foi visto ao lado do pai no gabinete no Palácio do Planalto, enquanto André Mendonça era nomeado ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Naquele momento, a Câmara Municipal estava em sessão e Carlos, supostamente, estava presente aos debates.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....