Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bruno Dantas diz que governo sabia que Eletrobras não seria privatizada em abril

O ministro do TCU afirmou que o pedido de vista e o adiamento do julgamento "não foram surpresa para ninguém"
Bruno Dantas diz que governo sabia que Eletrobras não seria privatizada em abril
Foto: Gil Ferreira/Agência CNJ

O ministro do TCU Bruno Dantas (foto) disse nesta quinta-feira (28) que o governo já sabia que a Corte não aprovaria a privatização da Eletrobras ainda em abril, como defendia o Ministério da Economia.

Na semana passada, o ministro Vital do Rêgo pediu vista no julgamento, adiando por 20 dias a decisão sobre a última etapa do processo.

Integrantes do governo entendem que o adiamento pode impedir que a privatização seja concluída neste ano. Se o TCU desse o aval à desestatização em maio, o leilão seria realizado em agosto, próximo às eleições.

Em evento na Fiesp, Dantas disse a jornalistas que o ano eleitoral, na verdade, começou em janeiro.

O ano eleitoral não começa agora em maio, começou em janeiro e eu falei isso ao ministro Guedes. Ele fala em janela de oportunidade. É normal que o Ministério da Economia busque argumentos, mas o tribunal lida com rito e mérito, e o rito também valida o mérito, quando você tem um rito claro, transparente e observado, todos os atores sabem o que esperar.”

O ministro afirmou que o governo sabia que o TCU precisava de tempo.

Não foi surpresa de ninguém com o que aconteceu, isso é absolutamente natural. O pedido de vista não se dá quando todos os ministros não se sentem aptos a julgar, mas quando um dos ministros não se sente aptos a julgar. Os outros oito sabem disso e respeitam o rito.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....