Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bolsonaro veta Nise da Silveira no panteão da pátria

A justificativa é que "não é possível avaliar a envergadura dos feitos da médica e o impacto destes no desenvolvimento da nação"
Bolsonaro veta Nise da Silveira no panteão da pátria
Foto: José Dias/PR

Jair Bolsonaro vetou a inserção do nome da psiquiatra Nise da Silveira (1905-1999) no “Panteão da Pátria”, memorial que celebra os heróis e heroínas do Brasil. O veto foi publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira (25) e ainda pode ser derrubado pelo Congresso.

A justificativa dada pela Casa Civil é que “não é possível avaliar a envergadura dos feitos da médica e o impacto destes no desenvolvimento da nação“.

A lei que regulamenta o panteão diz apenas que brasileirosque [tenham] oferecido a vida à Pátria, para sua defesa e construção, com excepcional dedicação e heroísmo” podem ser incluídos.

Nise ficou conhecida internacionalmente ao instituir a terapia ocupacional em hospitais psiquiátricos e em prisões, se valendo do uso de artes e animais para o tratamento de pacientes com distúrbios. Muitos de seus métodos estão em prática até hoje.

Caso o Congresso derrube o veto de Jair Bolsonaro, o nome de Nise será inscrito em uma lista que conta, em sua maioria, com nomes de militares, como o do Marechal Deodoro da Fonseca, primeiro presidente do país. Há também personalidades dos esportes (Ayrton Senna), religião (Chico Xavier) e da política, como Enéas Carneiro e Leonel Brizola.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....