Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bolsonaro nega pressão sobre Exército por recomendação da vacina

Após irritação do presidente, instituição cogita nota de esclarecimento sobre imunização dos militares
Bolsonaro nega pressão sobre Exército por recomendação da vacina
Foto: Adriano Machado/Crusoé

O presidente Jair Bolsonaro negou neste sábado (8) que tenha exigido do Ministério da Defesa mudanças nas diretrizes do Exército sobre a vacinação de militares.

Como revelado por O Antagonista, portaria do comandante-geral do Exército, Paulo Sérgio Nogueira, recomenda o retorno às atividades presenciais de militares e servidores somente após terem sido completamente vacinados contra a Covid.

“Não, [tem] exigência nenhuma. Não tem mudança. Pode esclarecer. Hoje tomei café com o comandante do Exército. Se ele quiser esclarecer, tudo bem, se ele não quiser, tá resolvido, não tenho que dar satisfação para ninguém de um ato como isso daí. É uma questão de interpretação”, afirmou após participar de aniversário do advogado-geral da União, Bruno Bianco.

A recomendação do Exército, claro, vai de encontro ao que prega Bolsonaro. Para o presidente, a vacinação deve ser opcional, não compulsória.

Leia também: Após irritação de Bolsonaro com vacinação de militares, Exército prepara nota de esclarecimento.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....