Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bolsonaro diz que "acertou" PEC dos combustíveis com a Economia

Em ano eleitoral, presidente quer zerar impostos sobre combustíveis e energia sem contrapartida de receita; estima-se perda de até R$ 65 bi em arrecadação
Bolsonaro diz que “acertou” PEC dos combustíveis com a Economia
Reprodução/Foco do Brasil/YouTube

Jair Bolsonaro (foto) afirmou nesta quarta (26) a apoiadores na frente do Palácio da Alvorada que a PEC para reduzir os impostos sobre combustíveis e a conta de luz já está acertada com a equipe econômica: “Acho que [o Congresso] aprova”, disse, conforme o relato do Estadão.

Com a alta da gasolina e do diesel pressionando a inflação e afetando sua popularidade neste ano eleitoral, Bolsonaro quer aprovar um texto que permita zerar impostos de combustíveis, energia e gás sem a apresentação de contrapartida do lado da receita —ou seja, rasgando a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Segundo o jornal paulistano, estima-se que a PEC em negociação tenha potencial de tirar R$ 65 bilhões dos cofres do Tesouro Nacional —e, se todos os estados encampassem essa desoneração, a perda de receitas subiria para R$ 240 bilhões.

“Tive uma ideia, acertei com a Economia: uma Proposta de Emenda à Constituição permitindo, autorizando diminuir PIS/Cofins dos combustíveis, energia elétrica e gás. Gás eu já zerei”, afirmou o presidente.

“Também os governadores podem fazer a mesma coisa sem apresentar uma fonte alternativa para suprir aquilo que eles perderam. Aí muitos não gostaram”, acrescentou Bolsonaro. “Tem governador que topa a PEC, desde que eu coloque outro artigo: o que eles perderem de receita, eu banque”, completou, rindo.

Esse Dilmo Rousseff é muito engraçadão mesmo.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....